COAMA 10 ANOS

O PRESENTE É SEU!
Acompanhe a movimentação das aves no Pomar COAMA
TVCOAMA trará um vídeo diário, mostrando a avefauna das Nascentes do Rio Cachoeira.

domingo, 28 de junho de 2020

TVCOAMA - UMA RARIDADE! FÊMEA DE SAÍ-AZUL COM LEUCISMO

Pomar COAMA - Jardim dos Pássaros!
De dois click para ampliar a imagem.
Leucismo é uma deficiência de fundo genético que ocasiona alterações no corpo dos indivíduos acometidos. Leucismo é caracterizado pela perda completa do pigmento melanina (dos dois tipos eumelanina e feomelanina) nas ESTRUTURAS DE COBERTURA da pele (penas, pelos ou escamas) mas sem perda de melanina cutânea (olhos, mucosas, derme), deixando-os com a coloração branca. É causada pelo bloqueio da síntese de melanina, caracterizado por alelos mutantes, discrepância na expressão de genes impedindo a pigmentação das estruturas afetadas. No leucismo, a ave afetada perde tanto a melanina quanto os pigmentos carotenóides. Esta mutação pode ocorrer de forma total ou em somente partes do corpo do indivíduo. Espécimes irregularmente manchados são também denominados “arlequim” (arlequinismo).Se o indivíduo for completamente branco (com a derme pigmentada) é um Leucistico; sendo predominantemente branco mas com manchas de outra cor, é um leucistico com Arlequinismo normocronico; Se a cor dominante for a normal para a espécie mas há manchas leucisticas, classifica-se como normocromico com arlequinismo leucistico. Mesmo indivíduos leucísticos completamente brancos podem ser diferenciados de indivíduos albinos: a cor do olho no primeiro é normal, enquanto no albino os olhos são vermelhos. Os animais leucísticos não são mais sensíveis ao sol do que qualquer outro. Pelo contrário, são mesmo ligeiramente mais resistentes, dado que a cor branca possui um albedo elevado, protegendo mais do calor.

quinta-feira, 18 de junho de 2020

sexta-feira, 5 de junho de 2020

quinta-feira, 4 de junho de 2020